Sabe de Tudo - O Blog da #ToDeCacho

Tranças nagô: um caso de amor!

ConhecimentoCortes de cabeloCuidados

Tranças nagô: um caso de amor!

E aí Brasil! Eu sou a Amanda Mendes, do canal Tô de Crespa.

Sabemos que existem diversos tipos de tranças, com inúmeros significados, designs e formas de fazer, mas hoje vamos falar da trança nagô. Ela é originária de diversas civilizações do continente africano. Dentro das comunidades, essa trança – que é rente ao couro cabeludo, enraizando-se nele – trazia mensagens que diziam quem eram os membros de uma determinada etnia, status social, parentesco, idade e religião.

Com a escravidão, as tranças se tornaram ainda mais necessárias, conduzindo mensagens que apenas os escravizados podiam entender. Assim, literalmente, trançavam os mapas de fuga para os quilombos em suas cabeças.

Após o fim deste período as tranças permaneceram e chegaram até nós, se tornando
símbolo de resistência e também um adereço para nossas cabeças. A beleza das tranças é inquestionável, não é?! E pode ser feita de diversas formas, cores, tamanhos, usando cabelos sintéticos ou não.

Então, se você pretende trançar uma nagô, é importante saber os cuidados para preservá-la por mais tempo. Por isso, antes de tudo, faça uma hidratação em seu cabelo, deixando-o limpo e nutrido para receber as tranças. Importante saber que, por ser enraizada, dura menos que as “box braids” que são soltas, ok?

Tranças nagô: um caso de amor!

Sua duração é de 15 a 20 dias. Mas, existem maneiras de driblar isso, como utilizando toucas de cetim para dormir e lavando da maneira certa, que é primordial. Na hora do banho, não se pode esfregar as tranças, pois o atrito libera mais frizz ao penteado. Após deixar a água correr, o ideal é borrifar shampoo diluído em água, em todas as tranças, massageando levemente os espaços entre elas e suas raízes. Esse processo deve ser feito três vezes e depois é só enxaguar bem! Na hora da secagem, não esfregue as tranças na toalha. Nem pensar, gente! O secador pode ser um bom aliado no processo – mas, lembre-se que a temperatura “fria” é a melhor. Ah! É importante evitar cremes e condicionadores, pois eles deixam resíduos nas tranças.

Além de penteado para o dia a dia, a nagô pode ser utilizada durante o processo de transição – momento cheio de complexidades, que envolve lidar com duas texturas diferentes. Aqui, essas duas texturas ficam quase imperceptíveis. A lavagem é igual, só que você pode usar os tônicos da Salon Line – se não conhecem ainda, aposte: eles são ótimos porque ajudam no crescimento saudável dos cabelos e na limpeza, tudo sem enxágue.

Agora que você já sabe os significados das tranças nagô e como cuidar das suas, está na hora de correr para uma trancista mais próxima e fazer, né?! Essas tranças são práticas, cheias de simbologia, e nos deixam “um nojo!’. Não dá pra perder tempo, vai fazer sua enraizada já e dê um belo de um “close”!

Até mais, amores!

Tranças nagô: um caso de amor!
5 (100%) 3 votes
Amanda Mendes

Canal Tô de Crespa

Posts Recentes:

Posts mais acessados