Sabe de Tudo - O Blog da #ToDeCacho

Corte químico: saiba o que é e como reverter a quebra e queda do cabelo

Já pensou em pintar o cabelo daquela cor que você tanto sonhou ou fazer aquela química tão desejada e ele simplesmente começar a cair de um dia para o outro? Pois isso acontece e esse pesadelo tem um nome: corte químico.

O que é corte químico

O corte químico acontece quando o cabelo, literalmente, se parte em dois, como se tivesse sido cortado. E isso geralmente é resultado de uma conjunto de componentes químicos que não interagem bem entre si ou de cabelos que sofreram procedimentos tão agressivos que a fibra capilar foi destruída.

Por exemplo, boa parte dos tratamentos que alisam os cabelos contém hidróxidos que não combinam com a amônia dos descolorantes. Por isso, se você constantemente alisar os fios e, logo em seguida, descolori-los há uma grande chance dos cabelos ficarem muito fracos e o corte químico acontecer.

Além disso, quem costuma fazer procedimentos químicos periodicamente e não realiza ações de recuperação, como hidratações, reconstruções e nutrições, nem protege as madeixas também pode acabar com cabelos tão fracos que resultem em um corte químico.

Além de se partirem, o que automaticamente prejudica a saúde e o comprimento dos fios, os cabelos que estão tão danificados a ponto de sofrerem com o corte químico, ficam com aspecto ressecado, poroso e elástico. Ou seja, mesmo o pedaço que sobra depois do corte químico, fica extremamente danificado.  

Como evitar um corte químico

A melhor forma de evitar um corte químico é ter um bom profissional cuidando dos seus cabelos. Um cabeleireiro com experiência no seu tipo de fio e conhecimento em tratamentos capilares saberá indicar quais elementos químicos podem ou não interagir.

O teste de mecha, em que um produto é aplicado apenas em uma pequena quantidade de cabelos para saber se haverá alguma reação negativa, também é uma técnica que deve ser praticada sempre que for aplicar um produto agressivo nos cabelos, mesmo que você já o tenha utilizado antes.

Quem faz procedimentos químicos frequentemente, como alisamentos, tinturas e descolorações também deve adotar um cronograma capilar, que repõe elementos importantes para a saúde e que são perdidos durante os tratamentos. Os principais são água, nutrientes, lipídios e proteínas.

Além disso é sempre bom ler os componentes de cada produto que aplica nos cabelos e pesquisar como é a interação, principalmente se você cuidar deles sozinha. 

Acho que estou perto de um corte químico, o que fazer?

Corte químico: saiba o que é e como reverter a quebra e queda do cabelo

Algumas vezes o corte químico é precedido por uma série de alertas capilares, e se você estiver atenta a eles pode evitar que os seus preciosos fios acabem partidos e sem vida.

As principais características de um cabelo que está prestes a sofrer um corte químico são fios extremamente ressecados e que se quebram com muita facilidade, textura áspera e porosa, cabelos sem vida e brilho e mechas inteiras que se quebram ao passar dos dedos.

Se você notar qualquer um destes sintomas, agende uma visita ao cabeleireiro o mais rápido possível para iniciar uma restauração dos fios.

Como recuperar um cabelo com corte químico

Mas e se o seu cabelo já tiver sofrido um corte químico? Tem solução? Sim, um cabelo com corte químico cresce novamente, mas ele vai precisar de uma forcinha para voltar a ser saudável e bonito como antes.

O primeiro passo é visitar um cabeleireiro para que ele avalie o estrago. Geralmente, se faz necessário cortar as pontas que ainda estão bem danificadas para evitar que a fibra capilar continue se partindo, e o cabeleireiro vai te indicar o comprimento necessário.

É claro que para quem já perdeu boa parte dos cabelos falar em cortar ainda mais pode parecer loucura, mas é a única forma de tirar a parte mais comprometida e ajudar as mechas a recuperarem a força que precisam para crescer.

Em seguida é hora de começar um cronograma capilar potente para devolver todos os elementos que os cabelos vão precisar para se recuperar, principalmente a queratina, que ajuda a fortalecer a estrutura dos fios.

Por fim, quem já sofreu um corte químico deve tomar medidas para proteger os cabelos já afetados de outras ações que podem agredi-los, como uso prolongado de prancha e modeladores, luz intensa do sol e cloro. O ideal é deixar os modeladores de lado por um tempo e usar produtos com proteção UV. Dessa forma você terá cabelos fortes e saudáveis novamente em tempo record!

#todecacho

Posts Recentes:

Posts mais acessados