Sabe de Tudo - O Blog da #ToDeCacho

Cinco coisas que aprendi com a transição capilar

Cinco coisas que aprendi com a transição capilar

Pra quem não sabe, eu já passei 2 vezes pela transição capilar: na primeira vez foi porque eu fazia escova progressiva em varios salões diferentes então, chegou uma hora que deu a louca no meu cabelo e ele ficou com uma parte lisa e outra cacheada, um horror!

Foi quando decidi dar um basta. Entrei na minha primeira transição capilar, sem saber que ela tinha esse nome, porque na época ninguém falava disso ainda. O tempo passou e meus cachinhos voltaram a crescer. Quando finalmente chegou no tamanho que queria, cortei a parte alisada e tentei mil formas de deixar os fios como eu queria, mas nunca consegui. Os produtos que usava não eram bons, já que não havia tanta atenção das empresas para este tipo de público. Corri atrás de dicas dos cabeleireiros, mas tudo o que eles me ofereciam era mais química pra “abrir os cachos” e “reduzir o volume”. Até que eu não aguentei mais e me rendi a escova progressiva de novo, dessa vez fiz com um bom profissional e um bom produto.

Eu amava meu cabelo liso também, mas depois de um tempo me vi presa… não ia à praia e nem à piscina pra não reduzir o tempo de duração da escova. Quando a raiz cacheada começava a crescer um pouquinho eu já me sentia feia, sem falar na dor que eu sentia de 2 em 2 meses pra fazer o procedimento, que durava 2h e queimava muito meu couro cabeludo.

Cansada disso tudo, decidi entrar na minha segunda transição capilar. E agora vou contar pra vocês 5 coisas que aprendi com ela:

1- Fazer novos penteados/texturizações

Cinco coisas que aprendi com a transição capilar

Só quem já passou, ou está passando, pela transição sabe o quanto incomoda se olhar no espelho e ver as duas texturas de cabelo. Ele fica sem forma, difícil de lidar e com vontade própria. Então, precisamos ser criativas pra amansar a fera. Pra isso, os penteados e texturizações foram a minha salvação.

E eu abusava dos coques. Aprendi a fazer vários tipos diferentes, porque eles alisavam a minha raiz e igualava com o resto do cabelo. Quando queria usar solto, usava um modelador de cachos – comprei um bem fininho, pra ficar mais parecido com meu tipo de cacho. Claro, sempre tomei muito cuidado, usava protetor térmico e não fazia muitas vezes, afinal queria que meu cabelo crescesse saudável.

Ah e claro: as tiaras e os turbantes! Eles me ajudaram muito a disfarçar a raiz! Eu comprava umas, fazia outras… tenho uma gaveta cheinha delas !

2- Cuidar melhor do cabelo

Cinco coisas que aprendi com a transição capilar

Eu pesquisava muito sobre todos os produtos e tratamentos disponíveis pra que meu cabelo crescesse o mais saudável possível, afinal, um cabelo bem cuidado nos agradece crescendo mais rápido. Descobri o cronograma capilar e me dediquei muito pra dar cada nutriente que meu cabelo precisava.

3- Não passar por isso sozinha

Cinco coisas que aprendi com a transição capilar

Uma das melhores coisas da internet é poder compartilhar experiências com outras pessoas. E pra passar por essa fase tão difícil, que é a transição capilar, nada mais confortador do que estar em contato com quem está passando pelo mesmo que a gente. E eu, na verdade, estava dos dois lados.

No meu canal, fiz um diário de transição capilar, onde dava dicas de penteados, contava a história do meu cabelo, coisas que já passei e que podiam ajudar outras pessoas a enfrentar essa fase. Ao mesmo tempo, eu também comecei a seguir influencers que estavam passando ou já tinham passado pela transição e isso me enchia de inspiração e forças pra continuar!

4- Entender o outro

Cinco coisas que aprendi com a transição capilar

Quando a gente esta nessa fase, a todo tempo as pessoas querem nos encher de opiniões e nos dizer o que fazer. “faz logo esse big shop”, “vai arrumar esse cabelo”, “achava melhor quando você alisava”, etc. Mas, se temos um foco, essas opiniões simplesmente entram por um ouvido e saem pelo outro.

Sempre imaginei como ficaria lindo o meu cabelo cacheado com tantos produtos disponíveis e tantas meninas ensinando a cuidar dos cachos. Estava louca pra colocar tudo o que aprendi em pratica, então, isso foi o que me motivou a continuar e me fez ignorar opiniões que não fizessem sentido pra mim. Além do mais, a gente passa a entender muito mais as pessoas e seus sentimentos, uma vez que sentimos na pele como as palavras podem nos fazer mau.

Uma das minhas musicas favoritas diz assim:
Ninguém sabe a dor que o outro passou,
Ninguém sabe a luta que o outro lutou.
Ame mais, julgue menos.

5- Ser mais paciente

Cinco coisas que aprendi com a transição capilar

Quando eu comecei a transição capilar tudo o que eu queria era que meu cabelo crescesse rápido. Amo cabelão! Passei um tempo ansiosa, pesquisando mil formas de fazer o crescimento acelerar e percebi que isso estava tirando a minha paz. Então, simplesmente foquei em viver… E quando menos esperei… ele cresceu! Como uma plantinha, que a gente cuida, dá amore sem a gente perceber, já está grandona e cheia de flores.

Ahh, fazem 3 anos que entrei na transição, sendo que já cortei umas 2 vezes! Sim, meu cabelo cresce igual capim!

Então, migas… força na peruca que essa fase vai passar e você vai ver como vale a pena esperar!
Lembro até hoje a primeira vez que finalizei meu cabelo depois que cortei toda parte alisada…Uma sensação incrível de liberdade tomou conta de mim e minha auto estima foi às alturas!

Você pode!

Beijujubas!

Cinco coisas que aprendi com a transição capilar
5 (100%) 7 vote[s]

Posts Recentes:

Posts mais acessados